3 minutos de leitura

Neste artigo

Na última aula do curso “Trabalho, a gente precisa conversar”. , eu facilito um momento onde as alunas escrevem o seu manifesto profissional.

O que é um manifesto profissional?

Um manifesto é um texto altamente autoral, onde você declara seus princípios e valores, e deixa clara a sua visão de mundo. Não há um formato específico para um manifesto. O objetivo dele é representar algo muito profundo em você, que te inspire e – talvez – inspire outras pessoas a colaborar contigo.

Várias marcas criam seus manifestos, que são diferentes de textos institucionais por terem um caráter mais emocional e até persuasivo do que uma simples descrição de sua missão, visão e valores. Um bom manifesto é um manifesto que emociona e inspira – como este, que eu escrevi para a agência Karma Digital, da minha amiga Adriane Fernandes.

Por que escrever seu manifesto profissional?

Ter o seu próprio manifesto pode te ajudar a manter a clareza do seu propósito, valores e princípios. Esses são aspectos muito importantes – atuar na direção deles te ajuda a trabalhar melhor, a viver com mais saúde e a ter um impacto positivo no mundo que te cerca.

Meu manifesto profissional

Meu manifesto profissional - Carol Milters

Eu carrego comigo uma utopia:
a de que todos nós, sem exceção nenhuma, em qualquer lugar do planeta,
temos o direito a uma vida que nos faça sorrir.

Uma vida que faça jus ao sangue que corre nas nossas veias,
que celebre a incrível série de coincidências que culminou em estarmos aqui, agora,
bem do jeitinho que estamos.

É uma ousadia e tanto buscar pelo lado bom das coisas e das pessoas.

Custa, às vezes.
Mas existe beleza na sombra de uma toalha estendida no varal.
No caminhar das crianças pela rua.
Na vista que só a gente tem, aqui, da nossa janela.

A beleza dos momentos não tem a ver com perfeição estética ou com simetria,
tem a ver com o que eles simbolizam.

A existência é essa.
É aqui.
É agora.

Não há por que ter pressa.
Não há por que correr cegamente atrás de um sonho que nem foi você quem sonhou.

Quando eu desisti de tentar ser quem eu não era, eu entendi que o mundo era grande,
potente, abundante.

Quando eu entendi que não precisava ser outra coisa além de eu mesma,
quando eu aprendi que a maior riqueza que existe é a do afeto,
percebi que era possível escrever a minha história com as minhas próprias mãos.

Que estar viva é ouvir uma música que toque o coração.
É conversar com alguém que a gente ama sem hora ou sem agenda.
É sentir os raios do sol batendo no rosto.

O mundo precisa que a gente seja a gente.

Quando nos permitimos ser nós mesmos, quando começamos a acreditar na gente,
transformamos empecilhos em oportunidades,
tropeços em passos de dança, fracassos em lições.

Nos tornamos mais gentis conosco e com o mundo.

Cuidamos de estar bem e de fazer bem.
Criamos coragem para dizer o que precisa ser dito.
Temos olhos pra ver a vida vencendo.
O coração aberto pra receber as lições do caminho.
A cabeça boa para contribuir de formas inimagináveis.

Entendemos que todos somos um.
Acreditamos que dá pra ser diferente.
Encontramos as palavras.

E sorrimos com a vida. 💛

Quer escrever seu manifesto?

Você pode se inspirar neste texto e escrever seu próprio manifesto, ou juntar-se à próxima turma do curso “Trabalho, a gente precisa conversar”.

<b>CAROL</b> MILTERS

CAROL MILTERS

Escritora & Investigadora da Saúde Mental no Trabalho | Síndrome de Burnout & Workaholismo

Deixe seu comentário e continue a conversa

5 1 vote
Avaliação deste texto
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Acompanhe @carolmilters nas redes sociais:

Artigos e dicas sobre saúde mental no trabalho, síndrome de Burnout, workaholismo e escrita terapêutica no seu e-mail:

Leia mais sobre Síndrome de Burnout,
saúde mental na relação com o trabalho e escrita terapêutica:

0
O que achou deste texto? Me conta nos comentários 💛 x
()
x