fbpx

Crônicas

Nove grávidas não fazem um bebê em um mês

Arquivo_009

Uma das máximas da gestão de projetos.
Uma ode ao respeito pelo tempo das coisas:
“Nove grávidas não fazem um bebê em um mês.” Uma gestação completa dura 40 semanas.
Uma estação dura três meses.
Um dia dura 24 horas.
.

E todos nós temos as mesmas 24 horas (alguns, pouquíssimos, privilegiados, contam com equipes à sua disposição, o que multiplica essas horas, mas esse não é o ponto). Não adianta forçar.
Não adianta se matar fazendo.
Não adianta tentar vencer a máquina.

Somos levados a crer que, se trabalharmos vinte horas hoje, conseguiremos chegar “lá” mais rápido. Nos vemos imersos numa cultura da correria, onde estar sempre ocupado é sinal de ser importante.
No entanto, estar sempre correndo atrás da máquina não é sustentável.
Não é natural.
Nem inteligente é.

Render-se à cultura da correria está nos adoecendo, está prejudicando a nossa produtividade e detonando o nosso bem-estar.

Hoje saiu o meu segundo artigo da coluna sobre Burnout e a Relação com o Trabalho para assinantes do @aparelhoeletrico.
.
O título do artigo é “Como não ser atropelado em um mundo que parece andar cada vez mais rápido”. Escrevi sobre essa sensação de aceleração – de onde ela vem, o quanto ela nos engana, e como tentar se manter fiel ao seu próprio tempo.

Como está sua relação com o tempo?
Carol Milters

Carol Milters

Carol Milters

Escritora & Investigadora da Saúde Mental no Trabalho | Síndrome de Burnout & Workaholismo

Autora do livro "Minhas Páginas Matinais: Crônicas da Síndrome de Burnout", idealizadora da 1ª Semana Mundial de Conscientização da Burnout e do grupo de apoio online Burnoutados Anônimos.

DEIXE SEU COMENTÁRIO E CONTINUE A CONVERSA

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Artigos e dicas sobre saúde mental no trabalho, síndrome de Burnout, workaholismo e escrita terapêutica no seu e-mail:

Mais crônicas

Emocionada, eu? Sim.

Enquanto criava os materiais do curso Saúde Mental no Trabalho: Conscientização, Promoção e Cuidado, eu entendi por que queria tanto que ele nascesse ainda em 2022.

Continue lendo »

Perfeição não existe

Em abril de 2021, o Fernando Barros @nandocom entrou em contato comigo pra noticiar o Burnoutados Anônimos, o grupo de apoio online que eu havia fundado alguns

Continue lendo »

Artigo em destaque

2021: o ano em que aprendemos a dizer sim para a nossa saúde mental

2021: o ano em que aprendemos a dizer sim para a nossa saúde mental

Estamos começando a aprender a dizer sim para a nossa saúde mental – e mais do que isso, estamos aprendendo a compartilhar este sim com outras pessoas, amplificando a mensagem. Certamente ainda há muito, muito a se fazer. Mas para poder seguir adiante, a gente precisa se permitir, pelo menos de vez em quando, celebrar.

Leia mais »
0
O que achou deste texto? Me conta nos comentários 💛 x