Painel 04: O que o Burnout diz sobre nós como sociedade? Com Renée Maia, Rafaela Arradi e Samantha Schreiber

Edição 2021 • painéis gravados

O que o Burnout diz sobre nós como sociedade? • II Semana de Conscientização da Burnout

Quais mecanismos econômicos, culturais e sociais estão em jogo quando falamos em síndrome de Burnout?
Por que tantos de nós estamos adoecendo, e por que, além de doentes, nos sentimos culpados quando não produzimos?

Um painel imperdível que nos lembra da importância de olharmos para questões de saúde mental de forma interdisciplinar e nos lembra que não existe meditação que nos proteja totalmente de ambientes tóxicos.

Painelistas:

  • Renée Maia (Doutora em Memória Social, pensadora da nossa relação com o tempo)
  • Rafaela Arradi (Criadora, @odesencaixe autonomia crítica)
  • Samantha Schreiber (Criadora @burnoutizadas, sobre as relações de trabalho) Mediação: Carol Milters (Escritora, facilitadora, investigadora da síndrome de Burnout & idealizadora do evento)

Ouça o painel O que o Burnout diz sobre nós como sociedade? no Spotify

Assista o painel O que o Burnout diz sobre nós como sociedade? no YouTube

A Semana Mundial de Conscientização da Burnout é um evento anual, gratuito e sem fins lucrativos, com a missão de ampliar a conscientização em relação à Síndrome de Burnout e combater o estigma que a envolve, além de intensificar a divulgação de suas causas, consequências e tratamentos. A edição de 2022 acontecerá entre 28 de novembro e 02 de dezembro. Saiba mais e inscreva-se em ConscientizacaodaBurnout.org

Transcrição do painel

(Gerado automaticamente)

Estou aqui no quarto painel do dia de hoje comeco com o pe direito ja temoso nosso painel de abertura ja tivemoshistorias da bornalte ja falou comcompaixao e agora a gente vai dar umaafiadinho nosso pensamento criticofalando sobre o que o burnout diz sobrenos como sociedade e ai eu vou trazeraqui no palco pessoal as nossasmaravilhosas samantha estrada que e dobem analisadas que ja esteve com a genteno ano passado o mundo nao 12 ou nopainel mais visto do ano passado sobre asociedade cansaco rene maia estreandoaqui no evento doutor e memoria socialpensadora da nossa relacao com o tempo erafa rafaela tambem estreante aquirafaela radio criadora do o desencaixeautonomia criticaola e um prazer que voces aqui sejammuito bem-vindas meu sonho de consumoesse painelcomo voces estaosamantha rene rafase apresentem fala um pouco quem vocessao na fila do pao e o que que voces quemotiva a voces a pensar de uma forma masampla e critica e social principalmentequestoes como por exemplo a sindrome deplanalti vamos la samantha ai depois queela e depois vamoscarol obrigada pelo convite mais um anoaqui nessa nossa caminhada lado a ladopara trazer sistema sempre muitoimportanteseu sou samantha essa jornalista oucriadora da pagina personalizada quesurgiu como um projeto que a gente olharpara as relacoes de trabalhode uma maneira mais e fica pensandoprincipalmente na nesse aspecto socialnesse site de sistema que a gente estainserido ne quando ele surgiu muito domundo uma uma experiencia minha debastante sofrimento no trabalhomas que me despertou uma coisa ja tudobem mas se tem trinta por cento daproposta brasileira na situacao isso naoe simplesmente uma coisa minha com meutrabalho ne existe todo um contexto todoum discurso todo naif ou nao falei que agente vai conversar hoje e assim comecoua minha jornada ne desse grandeinteresse pre-sistemas da das relacoesde trabalhoe[musica]o batizado surgiu surgiu disso ne naoentrou como um alivio assim como umlugar para tambem elaborar as minhasquestoes o meu espaco junto com aterapia oculos nada ne nao possa criaruma pagina nao sole sempre dissocontato com varias outras varios outrospessoas que pensam sobre o tema variaspessoas que pensam a sociedade comotodos ela sente trabalho como um todo nee enfim a gente vai vendo que nao sabede nada e quanto mais a gente sabe agente vai que mais tem coisa paraquestionar para aprender para devagar eeu acho que por isso e tao importante agente trazer esse disco essa conversapara o assunto do bem-estar ne porque asvezes a gente fica muito lado a aumentare uma coisa despolitizada a gente podeai vamos medir e se resolve a gente soprecisar botar o pe no freio como sefosse algo super possivel na no contextoque a gente vive entaoacho que e justamente para trazer se eleera critico e mostrar que nao da paradespolitizar o a conversa sobre o penisa galera discussao seu bem-estar sobresaude mental e final da politizar nadane entao acho que ainda mais sendo agente ve muitas muitas pessoas assimmuitos criadores de conteudo ou naofalando de uma forma muito simplista nesobre essas questoes de saude mental aso tomar um banho ne um banho relaxantee so ordem so como se fosse tudo muitoacessivel ja que esse olhar mais maisabrangente ne ah mas aprofundado olhandoo contexto olhando o contexto economicosocial e tudo mais e muito importantepara a gente entrar no tema ne e nao eso uma sindrome de saude ela tem uma docimento social assim entao a genteprecisa muito pensar sobre isso e porisso que a gente ta aqui ne e por issoque a gente vai fazer um trabalhomuitobem-vinda obrigada renner bem-vindaobrigada carol primeiro muito muitoobrigada pelas convite eu quase naogosto de falar e quase nao gosto defalar sobre esse assunto entao estou emextase aqui muito feliz ta conhecendovoces tambem aqui e boa noite pessoal eusou rene eu tenho 35 anos e eu sou pegadengue memoria social e pode parecer quenao mas e memoria tem tudo a ver com otempo ne e ai eu fui me especializartambem nesse assunto do tempo em umprocesso parecido com da samantha porqueentre o meu mestrado doutorado e periodoque eu tive 3 dias de intervalo entremestrado doutoradoeu percebi um pouquinho doente ne umpouquinho adormecida na verdade nao erapouco nao era muito e ai eu tivedepressao e ansiedade muito severas e natentativa defechar uma conta que nao fechava deentender uma conta que nao fechava queera por que que eu vi que tinha cada vezmas numero de pessoas com sintomasparecidos com os meus mas ao mesmo tempoainda era tao dificil falar sobre issone ainda era tao dificil tornar publicoinclusive a dificuldade dessaexperiencia e ai eu queria entenderporque que voce que tem alguns eramesses afinal ne e foi assim que eupercebi que eu tava doente de tempo eque nao era eu ne e que nao era so eu eque era muita gente e ai eu fui meespecializar nesses processos de quehoje chamo de estar doente de tempo nede cima so dois cimento sociale sobre a nossa relacao com o tempo quena verdade se a gente parar para pensarintermediar a nossa relacao nao so comtrabalho mas como tu oi e ai estamos aias 7 anos ja falando sobre issoe falando sobre saude mental tambemtrazendo essa perspectiva do tempo comouma otica diferente para olhar paraesses assuntos nao substituindo opsicologa de ninguem ne sempre vao dizermas justamente trabalhando lado a ladocom os psicologos psicanalistaspsiquiatras para a gente conseguirpensar esses aspectos sociais em temposque querem tanto nos culpabilizarindividualmentemaravilhoso mais ou menos por ai muitobem-vinda rafaoi oinega boa noiteestou muito feliz de ta aquiparticipando e a minha para um pouquinhodiferente ne eu nao tive um bernalteu sou nova de 25 anosmas o meu proprio projeto da onde eupude conhecer a carol que e o desencaixela no instagram meio de uma questaomuito forte em relacao ao trabalho neporque eu fui eu era aquela crianca eadolescente muito empenhada eperfeccionista e tudo mais e eu tinhacerteza que eu ia ser o aqui o like e aie longo da vida eu fui fazer faculdadeem sao paulo e tudo mais e ai quando eufui reparando na vida das pessoas ao meuredor isso virou meu maior medo assimvirou meu maior medo que minha vidasegunda ta e se tornar ser completamenteo trabalho eeu vi a todo mundo muito acelerado todomundo sim e para isso me dava um grandedesespero enquanto eu fui fazer afaculdade pensar na minha carreira ne eai para junto disso veio eu fizpublicidade entao eu acho que eu sempreque eu penso isso nao fez passa apublicidade e famosa por ser um lugaresse que as pessoas trabalham muito massinceramente a gente eu acho que issonem se aplica mais porque eu nao sei setem alguma area que que nao tem a essafama ne e e ai eu fui percebendo que euqueria uma coisa diferente para minhavida aquilo nao fazer sentido mas aomesmo tempo tudo a minha voltae apontava para isso ne como se istofosse certo como se voce precisassefazer isso voce se precisasse passar pormuito sofrimento para poder ter algumtipo de sucesso ne e ai eu fui muito aospouquinhos entendendo um pouco como queoutras pessoas viviam ne alem daquelasque a gente tinha cor a mas outros tiposde estilos e formas de bebe tinha e aimeu projeto comecou muito dai e dissoveio muitos incomodos assim ne porque secai a gente acaba caindo muito semprenos polos assim ne entao uma coisa aivou me matar’ estudar ou a gente cainaquela naquela farsa neoliberal de naoeu posso se eu quiser viver viajando naosei que eu vou dar um jeito aqui eu vouconseguir sabe e nao e muito bem assim eai metendo a cara mesmo e edescobrindo aos poucos que nao era assimeu fui tentar entender um pouco de umaforma mais aprofundada mais teorica maispolitica mas conscientiza da ne e esobre isso que eu procuro falar hojepara a gente entender um pouco da ondebem alguns incomodos de coisas queacontecem com todo mundo com que a gentepode requentare como trabalho com a vida no geral nemas e que nos fala de vida a gente falaautomaticamente de trabalho eu acho queisso e uma questao importantissima simentao e mais ou menos issoe e e isso ai voce vai nada foi bem ai eo unico perguntando parao homem disse que adorou a expressaodoente de tempo e ela ta perguntandopara renner onde e que ela pode ler maissobre o assunto ja vamos pode ir podeestar vai ajudar nao pode ja fazer umjaba e e ai no decorrer do ne a gentevai fazendo as referenciasbibliograficas no decorrer do painel mesquiser ja passar alguma alguma dica paraela ja fica a vontadeentao se eu for passar ai referenciabibliografica aqui a gente vai ter queencerrar ne nao fosse uma lista um poucomais eeu basicamente fiz minha tese sobre issone entao o senhor eu tenho que passar aminha tese em pdf para que ele pedeentao entra em contato comigo la noinstagram e reanimar e ela tambem tosempre falando sobre isso e eu semprefaco para as pessoas por e-mail a tesepara ler claro para quem ta com vontadede 200 paginas nos ficamos aiesse ai voce fazer uma versao pocket dasua tese vai rolar vai rolar olha aimuito bomentao assim vamos la por que que a genteporque tem a sensacao que precisavaporque tu que existe essa sensacao deque a gente ta todo mundo esgotado e queficou essa coisa meio que geral ta todomundo exausta todo mundo esgotado qualhipotese de voces para issoe fiquem a vontade e joguei foi comecarmas por favor neentao ai eu tenho uma hipotese decunhada la ne que eu digo que a gente tapassando por um processo que eu chameide compressao de licitacao ne que eparece muito dificil mas nao e taocomplicado assim de entenderpensa que entra tudo que a gente recebede estimulo do mundo e aquilo que agente devolve como resposta isso ne ateaquele exame que o medico faz commartelinho no joelho ne tem um estimulotem uma resposta e entre o estimulo earesposta a gente tem um intervalo agente ela bora onde e que eu nos marcane onde acontece uma serie de coisas masvamos sobretudo a gente e visita antesde responder e e por hesitar deresponder que a gente ela bora a gentecria que a gente modifica que aquilosafety entao quando eu digo que a genteta vivendo uma compressao de licitacaoeu to dizendo que a gente estaachatando nesse intervalo cada vez maise ai a gente ta ficando com respostasnao medi a oconselho respostas imediatasoi e ai a gente soma esse processo quevem da aceleracao do imediatismo aoexcesso de estimulos e temos ai umfenomeno de compressao de licitacao quenos deixa exaustos nao so porque a genteta trabalhando muito mas por que a genteesta trabalhando o tempo inteiroinclusive quando nao esta trabalhandoinclusive quando acha que esta no lazerne o nosso cerebro ta trabalhando otempo inteiro ta fazendo um trabalhomuito intenso de amparar uma serie deestimulos de demandas ne e a gente naotem tempo para digerir e ai nao tem comoessa conta fechar ne vai dar umadoencinha ai vai dar uma do cimentoentao ea minha hipotese e essa ai tamanta eu nao eu eu acho genial esse onene trouxe porque a gente ta semprenuma correria ne eu acho que ele quantasvezes a gente nao sabe uma mensagem la ecomo e que ta bato na correria assim voucorrendo eu sempre uma funcao eisso e muito louco porque mesmo quando agente pensa ta entao agora eu totrabalhando demais eu preciso ter umtempo para mim entao eu vou botar naminha lista eu vou fazer um check listporque eu tenho que hoje ler fazer yogada uma passear com a cachorraassistir uma serie porque eu to em 15 ea gente queria uma uma lista de afazerespara fugir da tua lista de fazer isso nee e obvio que a gente nao da conta ne eeu acho que tambem tem o ideal assim onosso dela de sucesso ele e muitopautado nessa agenda lotada ne nessacoisa de conseguir dar conta de tudo laporque nao so nos diz que quem sabe decor de tudo que abdicar de tudo nao emais legal isso nao e mais o corpo legalmesmo ne tu conseguir ter uma carreirade sucesso e trabalhar demais tem muitona consegui muitas coisas e ainda sintoeu consegui preencher toda essa lista decompromissos sociais de bem-estar detudo mais entao e ver ai vem muitos naessas coisas america ficasse assim tipoai mas e so te organizar que tu vaiconseguir foto eu te esforcar porque setu te fizer um bom planejamento voce vaiconseguir ir e nao e assim ne nao eassim porque a gente esta sempre achoque ta sempre nessas negociacoes assimpara conseguir sobreviver no meio detudo isso e a gente da sempre sesentindo obsoleta ne esta sempre achandoque a gente ta para tras de tudo que atudo bem eu nao eu nao quero saber detudo mas ai de repente tem um trabalhoeu trabalhoescrevendo nao e para algumas marcas eai t-shirt ah ta mas eu nao sei falarsobre isso e preciso correr atras ai etoda essa funcao quem r em todas asareas net esta sempre tendo que correratras porque realmente e muito estimuloo tempo todo entao nao tem como a gentenao ficar esgotado ne e e mais mais umacoisa assim calculo so pra complementareu acho bem curioso que a gente faltamuitas discursar a gente tem queacelerar ne erealmente eu acho que a gente precisamas o mundo precisa desacelerar porque eimpossivel a gente simplesmente ce taentao agora eu vou trabalhar maistrabalhar mesmo so pagae ai o mundo inteiro ele para ticontinuar tendo a vida que tu tem o neconsegui manter pagar suas contase um pais varios aspectos nao enegociavel porque a maior parte daspessoas elas nao estao trabalhandodemais porque elas querem ter uma rendaestao trabalhando demais e tendo fazendotudo demais para ter um minimo ne parater o basico para sobreviver e as vezesfalta muito esse recorte assim meu naconversa sobre a sobre os acelerar ne naconversa sobre sair desse lugar desobrecarga mas acho que sao pontoimportante tambem ne para a gente pensarcom certeza eu escrevi um texto uma veznum dia de muita raivafaz uns dois tres anos ja e ai o nao seise eu nao lembro se eu escrever o tituloantes ou depois mas tinha o nome erameritocracia da saude mental e e eramuito eu dizendo assim eu to fazendotudo eu to tomando remedio eu to fazendomeditacao eu to escrevendo eu to indo nopsicologo e eu nao to bem e ai quem eque quer que me responde agora que queeu faco oi e eu acho que tem muito dissoassim de e ai eu to com a nossa bibliaaqui samanthaa gente faz um pintinho com esse livrome passado que a sociedade do cansaco dowilson ramos que eu certamente nao estoupensando corretamente e que ele faloujustamente dessa dessa desse excesso depositividade e da sua sensacao de dessediscurso de que a gente e capaz de tudoque a gente pode tudo que lua de cristalne nao e mesmo puxa o be o churrasbrasileiro neera so que a realidade e que a vida elatem varios outros fatores que nao estaonosso controle e ai isso acaba gerandosempre um desencaixe e a gente vaipassar a palavra para sempre vai gerar agente sempre vai ter esse espaco entre oque a gente vai fazer o resultado que agente vai bater ele dentro disso existeuma serie de fato e a gente nao vaiseguindoa gente nao ta ouvindo nosso dia a diaque existe esse espaco que a gente estaouvindo e a compreensao desses faco vaiter e tu vai receber imediatamente e aicomo e que ia ter e qual e para ti rafaeu uso minutinhos aqui na sala dela nemrafa qual e a tua hipotese entao a gentetem aqui a hipotese da compreensao dacitacao a samanta trouxe que o nossodelta sucesso e pautado na agenda lotadaque eu ja vi inclusive ja anotei as”rafaqual e a sua hipotese do que a gente tatodo mundo estropiadoela acha que tem um sao inumeras ne ascausas assim sao tantas que a gente naoconsegue nomear todamas so vou dar um pintadinho aqui no queessa manta falou porque eu falo muitosobre isso assim ne a gente traz tudopara uma esfera muito individual e omesmo da mesma forma que a gente faztudo pronto individual a gente acaba sefrustrando muito porque se a gentecomeca entender que as coisas naoacontecem assim cada pessoa que existeuma estrutura muito maior que faz comque a gente viva a vida que a gente vivehoje chega ate meio uma frustracao deentender que a gente e capazindividualmente de mudar pouca coisaentao e tudo muito inteligente assim nepara fazer com que a gente de fatoali agora vou fazer o que assim voumudar mas mudar como amor entao e issoassim ai a gente fica todo mundodesesperado socorro metade desistir falavida e essa mesma outra metade a genteta aqui tentando e tamos indo mas tambemda aos poucos ne e isso e muitoimportante ate porque como a gente faloue isso assim a gente quer ter uma listade coisas para fazer chegar no fim delae falar problema resolvido minharealidade nao e essa ne e eu acho que eum dos pontos assim alem de tudo que agente ja tinha falaram e que a gentetambem foilevado para esse lugar de entender que agente so pode fazer alguma coisa se agente tiver tirado aquilo algum proveitose a gente puder transformar aquilo emalgo produtivo entao assim e logico queninguem vai trabalhar na hora que acordaa hora que vai dormir nao porque naoquer assim porque nao deseja ai porqueos seus patroes nao gostariam mas porque a gente vai pensar em morrer neassim nao existe isso mas a gente e agente vai tentando enfiar esse em outroslugares entao se eu vou fazer uma viagemeu quero fazer uma viagem e botar no meucurriculo sabe e aproveitem sabeaproveitar ai exercitar uma lingua entaotudo que a gente acaba fazendo nao podeser so fazer aquilo sem objetivo socurtir por curtir tem que ter um porquene oi gente vai dando uma utilidade paratudo isso e muito problematico ne porquetem coisas da vida que sao so sao soacontecem a gente vai tambem ee nao admitindo que possam acontecercoisas que nos deixem para tras que nospausem de alguma forma ne entao eu ficoimaginando como e agoniante era umapessoa que passa por bernard e tem quepor exemplo se afastar porque isso e umacoisa que nao estava prevista e ela naopode fazer nada em relacao a isso ne eisso e varias outras coisas a ansiedadedepressao que normalmente a gente so vaideixando ne porque voce falar eu aguentoate aqui so que se voce vai deixandochega uma hora que voce nao aguenta maise ai voce tem que ser parada porque naotem mais como entao acho que esse e umproblema assim a partir do momento que agente olha tudo com esse olhar olharprodutivodificilmente e a gente vai conseguir teralguma noticia de contemplacao a gentevai conseguir nao faz alca porque se euto assistindo uma serie por lazer mas nomeio dessa serie eu to tentando entendera a lingua para treinar o ingles ou euto tentando um quilo para depois defazer conteudo para o meu projeto noinstagram isso vai me cansar tambementao a gente acha que ele estadescansando mais nao ta ne entao ta emtodas as esferas nao so isso ne rafa masessa esse produtivismo e que voce taescrevendo faz com que a gente leve avida inteira como uma grande gestao neai dai vem essa ideia de gestao de tempone que nao e uma gestao do tempo tapensando so dentro dos limites dotrabalho ne a gerir o tempo da vidainteira porque o tempo vira um recursode gestao mesmo ne e ai dai voce falou aquestao da viagem nao so no pensamentode ar eu vou treinar uma outra lingua euvou aprender alguma coisa mas tambem euvou otimizar esse tempo para conhecer omaximo possivel para usufruir o maximopossivel e isso explica muito do nossocansaco por isso que eu falei a gente tao tempo inteiro trabalhando porque agente ta levando essa logica do trabalhoessa mente do trabalho para a vidainteira ela fez mail e a ultrapassou emmuito essas distancias isso nao veio sode pandemia entendeu para agora porquemuitas vezes a gente tem que ser busaoonde que misturou agora porque a genteficou em casa e ter que trabalhar decasa mas esse e um processo muito maiorque ja vem rolando ha bastante tempoesse aspecto so um comentario do que arenee falou esse aspecto da gestao davida ne tem muito a ver com o modo devida neoliberal se entao ele vem dagentecolocar esse esse modo como uma empresaou ne o empreendedor de si mesmo e todosem todas as areas da vida ne entao agente ve ate tem um livro muito bom queinclusive carol ela atualizei minhabibliaso deixar usado nao acredito olha socomo gestao do sofrimento psiquico telarealizado pelo christiane pelo nelson enao vai ver talvez esqueci o nome doultimo mas enfim que ele fala exatamenteisso ne que fala muito sobre essesgrandes sofrimentos assim que a genteque a gente tem com base a gente forolhar ne nao e minha area mas eu voufazer o comentariopsicologos em plantao vao podem mexingar mas que e por exemplo ate mesmodentro da psicologia original a gente vemetodos de psicoterapia que saototalmente pautados na em utilizar osujeito para producao ne independenciavamos fazer um adestramento assim que etotalmente pautado no no ideal deempresa nao e o sujeito empresa entao euacho que isso nao tem mexe tiver essagestao de tempo gestao pessoal e marcapessoal e tudo a gente corre aos poucostransformados num grande emuma grande empresa ne nem com grandebeleza e a gente engoliu a fabrica neexatamente pj ambulante enossa e muito muito verdadeiro isso ea ana carolina ta dizendo aqui ficaparecendo que a nossa mente tem que serprodutivo o tempo todo e nao e isso tudotem que ter limite ah ta na mente o quee que nem falou da viagem ne de a gentetem que aproveitar quem nao conhece ouquem nunca foi a pessoa que foi fazeruma viagem e fez uma cidade por dia neentao eu tenho que colecionar ou neo agente vai falar agora vou agora a genteinverteu aqui a gente ta entrando emquarentena de novo dai ai voce so saemda quarentena a gente nunca sabe o queta aparecendo que nao fala mas eu naosei quem tiver assistindo a gravacao naosei quem vai tar em quarentena nao seiquem nao vai estar nao sei se estaremosmas vem sim eafazer um vamos para um lugar e ai estelugar tem que ser muito instagramavel eai essa palavra conteudo que virou umsimbolo ta tudo que agora voce temconteudo ne uma musica conteudo videoconteudo uma festa de teatro conteudo eai a gente ta sempre produzindo conteudoe ai nos quatro aqui nos identificamos onem com isso eu tava falando antes dosbastidores que a gente precisa fazer umgrupo decriadores de conteudo criticas paratrabalhar mais ai no brasil ainda mais otrabalhoe e ai tambem nao tem uma outra coisaque e assim e como e que a genteconsegueou sera que a gente conseguee sair dessa logica que espera que agente produz o tempo inteiro como e quea gente convive com issoeu tenho a samantha e eu passamos poruma alta e todo mundo aqui passou poralgum perrengue assim e muito se naochegou a ser um canal tiago e quepoderia ter ele falou e para isso mas euso me dei o direito de parar e me dei odireito de entender que aquilo era serioquando comecou a ficar na minhaprodutividade e ate hoje e algo que eufico pensando muito assim eu naoacredito que eu suportei ficar um anocom dor no peito eu nao acredito que eusuportei fica um ano pelo de danca dacabeca sofrendo e que eu so parei porqueeu tava com medo de cometer um erro quefosse a dinheiro para empresa ecomo e que a gente se como e queme ajudemcomo se fosse mais de um milhao de reaiseentao assim nao tenho resposta se vocenao ta mas tem um lema para mim que e einclusive que tem muito a ver com issoque a sua mae tava falando mais cedo dedesacelerar e tal eu costumo dizer essamanta que desacelerar pode ser uma belade uma cilada tambem ne porque a gentepode justamente usar isso sem terconsciencia justamente por voceconsciencia como uma forma de abrandar asintoma e nao olhar com o problemae ai o marco nesse a meditacao e talestao sendo muito bem usados apropriadospelo capitalismo para isso entao sevarias praticas de psicoterapia tao vaicomecar comentou e tal nao e muitopensadas para restabelecer esse sujeitona produtividade ne e estabelecerem nonormal e ai o que eu costumo defender eque nao se da melhor com tempo sementender os nossos tempos ou seja nao dapara ir so nas praticas achar que vocevai viver mais devagar voce vai meditare que isso vai resolver o que naosignifica que isso e negativo e veja bemeu aqui o pegar de que faz meditacao eque mede o pau nos do mar ele foi essepara essas coisas e que a budista aomesmo tempo que mete o pau na grande luze isso ai porqueaqui um pouco e de se entende eu nao terque tipo e mas nao to entendendo vocefalou mal mas voce faz mas a questao etudo que ta no meio ne o que que a genteconsegue construir sendo critico nao queta no meio nao tem que escolher entreuma coisa e outra ne porque eu faco umnegocio que nao posso criticar entao eeu costumo dizer isso que nao sei que euma nao e uma resposta milagrosa ne naoe uma resposta do que vai responder apergunta de um milhao de dolar hoje emas e eu entendo o que elanecessariamente essa resposta aiperpassa essa resposta que e a genteprecisa entender o que esta acontecendoe isso e fundamental ter consciencia deque nao e um problema individual terconsciencia da inclusive da dimensaodesse problema porque boa parte daperpetuacao dessa dessa repeticao decomportamento de pensamento desentimento ela e feita justamente por umsistema neoliberal que faz com que agente acredite que a sua com a gente umavez que nao se pode muito falar sobreisso uma vez que o meu valor moral tasocial da minha performancee ne entao se eu mostro vulnerabilidadeseu digo que eu nao to aguentando seudemonstrou cansaco ne eu nao posso terlimite e isso que o meu tio ja tafalando la ne a gente nao posta limiteemitindo alocativo entao a genteincentivo que eu chamo ta meio decriancas limitantes que e o contrarioprincipalmenteporque a gente fica acreditando que naoter em mente que tudo voce pode bastavoce achar o profissional correto atecnica correta se esforcar o suficientee ai eu dou um exemplo eu tenho 35 anossou mae to aqui ne fazendo um monte decoisa se eu resolver hoje aqui nessepainel que eu quero ser ginasta olimpicanao vai dar amigoporque tem limitacoes sim nao so sociaispoliticas como a gente discute ne deprivilegio de uma serie de questoes debeto krass ia mas tem que ficar sao dapara ter realidade da propria realidadeentao e e um e quase um delirio que agente beira ne e acreditar o curso doilimitadonossa por favore tem uma coisa que eu acho que quando agente comeca a ter consciencia sobretudo isso ne de sair dessaindividualizacao do problema e a gentevai olhando para todo o contextoentendendo enquanto estou entendendo queesse problema e uma coisa muito maioracho que tambem tem o outro lado que quee muito facil de cair que aquela coisata entao ta bom e tudo uma merda mesmonao tenho nada entao e isso vou soremendo o dia inteiro agora ja era lazerpouco nao vou mais trabalhar nao queroodeio aquele toque para ti agora eu vouo dia tudo e nao vou conseguir ai isso eoutro outra coisa que e muito perigosane e quando falou assim olha so umapessoa que critica + funis mas fazmeditacao eu acho que ta exatamenteconseguir casar essas coisas aqui tambemque existe um colete e a gente tem umaresponsabilidadenao nao nao e uma responsabilidade gerale com ele como se tudo fosse uma questaoindividual mas a gente tem umaresponsabilidade de olhar para o nossocontexto ainda mais agradavel as somosaqui mulheres que tenham um certo nivelintelectual que tem uma uma voz paraconversar com outras pessoas que tem umcontexto onde dentro desse pequenocontexto a mudanca pode ser comeca podeser iniciada sabe entao da para pensartambem na nossa responsabilidade dentrodisso sem simplesmente jogar para o todomas entendeu nossa responsabilidade naoquer dizer que se alienar de que oproblema e gigante social estrutural neque e cria do capitalismo e que a genteprecisa combater de alguma maneira sabemas eu acho que e muito importante paraa gente ficar nao ta entre nao temnenhuma das pontas nesse polo sabe ateconsciencia consegui as coisas com umavisao muito critica e mas tambemconsegui procurar a saida sabe paraconseguir construir solucoes e um futuromais possivel assim para gente enquantopessoas que trabalham e que precisouviver nesse mundo e esse as solucoesindividuais nao vao resolver asmobilizacoes coletivas perpassam aconscientizacao individual ele assimdela ne entao se a gente nao tem essaconsciencia de cara to reproduzido issoeu to fazendo isso e ai eu costumo falarpara os alunos rafa ta la na fichamedica meu curso agora falando cara e sea gente nao tem consciencia a gente tareproduzindo uma coisa que a gente nempensa mas a gente sempre uminfluenciador nao importa se voce tem 10seguidores la no seu instagram que saosua prima seu tio e o seu vizinho paraaquelas pessoas voce esta influenciandocom ja corte que voce faz com as opcoesque voce coloca das coisas ali e voce agente passear oi filha voce feliz ne naosei na onde para aquela prima ela podeestar olhando para aquele pensando caraso comigoentao e eu penso que ela relacaoresponsabilidade tambem individualarticular uma representatividade maiordesse real e ne sobretudo quando a unicajanela quase que a gente tem hoje em diaessa aqui ne a gente olhapensou muito sobre esse em relacao abrinquedinho por exemplo ne assim outrode casos podia pias indy e abuse naotrabalha nao tinha um trabalho que tecolocava na de mente mas ai voce tem queaparentar ta dando conta de tudo tem quefalar que e incrivel que justo ta sem lavoce e pelo contrario para porque voceolha para que ele fala nao so com aquelapessoa que deu tao certo assim porque apessoa esta numa empresa incrivel comchefes incriveis nao sei queesse voce nao colocar o pezinho no chaoassim por um segundo voce vai acreditarnisso ne so que voce parar para pensarporque voce sabe que nao e assim porquee isso hoje em dia as relacoes detrabalho sao assim ne mas mas tem todaaquela questao de voce e sera como bomtrabalhador mostrar que voce gosta quetambem voce comeca a meter o pau que vaiquerer te contratar sabe e mas eu achoque a gente tem que comecar a pensar umpouco tambem eu falo muito da questaocoletiva estrutural mas tambem olharpara como a gente esta lidando com nosmesmos com preencher transmitir issoporque e isso eu reproduzir uma coisa deai tive um uma experiencia horrivel masai no final do meu emprego eu vou mudare ai eu boto la obrigado experiencia foiincrivel prende nao sei que nada se eucontinuar dando espaco para isso sabealguem tem que comecar interromper essalinha assim entao eu acho que a gentepode pensar dentro das nossaspossibilidades o que que a gente podefazer o que que a gente pode dizer nao oque que sabe assim a ontem a gente podepor limite muita gente nao vai poderoutras pessoas podema fazer porque ainda que possa porquetem um recurso de tudo mais ainda assima gente e muito levado por uma questaocultural por uma questao se ne que tatudointrojetado assim na nossa cabeca e euacho que esse ponto da casa la porexemplo a e so foi parar ne quando eupercebi que tava fechando minhaprodutividade eu acho que tem uma coisaobvia mas se fosse ao tentar dia todofazendo ne que a gente nao olha para agente mesmo mas se a gente as vezes agente ate sente mas ai a gente aprende aignorar porque a gente coloca tudo nafrente de coloca as outras pessoas agente coloca as relacoes de trabalhoentao assim eu acho que treinar ataquesterapia ne assim eu acho que e umexerciciode sempre da gente poder se ouvir epoder se ouvir mas da atencao ne porqueas vezes voce sente ai voce falou eutava com uma sensacao no peito ficar umano uma sensacao no peitoe nao e nao e nao e saudavel nao e todomundo entao poder sentir isso e tomaralguma providencia ou entender assim oque que aquilo ta significando porque agente ignora e quanto mais a genteignora mas a gente vai se afundando seafundando e depois tambem e mais dificilassim ne entao acho que isso e muitoimportante da gente poder ser ouvirrealmente e valorizar eu acho que faltamuito isso eoi[musica]alguem quer complementar alguma coisa nafalamas interessante eu eu to pensando agorasim eu e a samanta a gente faloubastante sobre a sociedade do cansacoano passado e a gente falou sobreromantizacao do cansaco eu acho que umano depois um ano e uma um pedaco de umapandemia depois eu acho que a gente emalgumas alguns extratos da nossasociedade eu acho que ja tem comecado aexistir uma concentracao maior de que ascoisas comecando a entender algumaspessoas em alguns reforcos algumascidades especificas estou comecando aentender que nao necessariamente eessa essa questao da performance ela etao vital e ela ta importante porque agente acabou esta em casa perder o genteem volta e deu tudo isso que a gente tapor isso que a gente ta vendoeo que e que me parece que acabaacontecendoe uma coisa meio parecida assim eu voutentar pegar uma situacao individual e efazer uma metafora uma loja de qual queaconteceu do coletivo quando eu tive meuprimeiro bernalt eu nao sabia que eutinha sido monalt e ai eu voltei atrabalhar e eu fui trabalhar numaempresa aqui na holanda e eu achei mudeide pais entende um monte de coisaaprendemos com essa situacao aprendemose ai eu cheguei para trabalhar ja comvarias coisas diferentes do que variasposturas diferentes que eu teria antesentao eu ja cheguei la uma pessoa maisneassertiva dando os meus limites e talchegou uma hora que o meu chefe olhoupara mim se sim que eu dizia olha naopegou de fazer isso nao voces nao possofazer isso nao posso fazer isso e ai umdia meu chefe pegou e me disse eu sintomuito mas voce vai ter que fazeroi e ai eu acho e eu nao sei eu querover opiniao de voces ta comecando a terum descompasso entre o que a gente estacomecando o que algumas pessoas comcomecando a entender e ai a gente vaipara dentro de uma empresa e ai a genteta comecando a a dizer olha so esse seunegocio do vale o vale terapia e naonecessariamente significa que eu tocintura preza pela saude mentalsignifica aqui e que eu digo que vaiterapia que nem pai ausente que da umpresente de aniversario a gente sabe etu nao ta assumindo a responsabilidadetotal pelo que esta fazendo sabe pagandocom dinheiro ta jogando dinheiro noproblema aqui na verdade a culturaorganizacional evoce estao comecando a ver essedescompasso entre pessoas que ja pude jaterem adoecido ou por n outros motivos ee quem ta dentro das organizacoeso que quer comecar aaraiva eu acho queo de repente eu tenho uma bolha e euacho que tambem pode ser que voce umabolha que eu to com aquelas mais aquinao na minha boca porque voce sabe comoe que funciona algoritmo e talvez naotalvez a grande maioria das pessoas nementendi ainda tem que voce acha que simeu acho que muita gente da um entendeainda mas por outro lado as pessoasentendem mais do que nunca entenderamantes eu acho assim ne so que eu achocara esse negocio de empresa assim eusou e so um pouco descrente sabe simporqueeu acho que as pessoas fizeram de tomarketing entendeuvirou marketing voces fingir que prezapelo bem-estar e nao adianta nada voceai sei la tipo isso mas terapiaai tem um e mas e tranquilo para darsensacao de ser mais descontraidos mas arealidade ali de segunda a sexta sabe poassim era voce vai precisar de um valeterapia porque eu te trabalho e que voceacha terapia sabe porque voce ta nolimite ali entao tem de que adianta vocever como discurso e tudo mais e ali napratica e tudo muito complicado eu achoque assim por outro lado essas coisas denovo leva um tempo eu acho que ta muitomais devagar do que poderia ser aindaassim acho que a gente tem um tempoentre entender ate implementar coisasque facam sentido porque e isso assim asvezes as vezes e de primeira se houvealgumas coisas falando nossa isso emuito massa ele depois voce vaientendendo que nao nao muda tanto assime ai voce tem que repensar o que faz mase isso sim eu acho que enquanto aspessoas que estao no poder ah e assimnao poder de tudo ne poder de empresanao poderia assim pessoas que detem opoder da sociedade enfim ne entao elasque tem que mudar so que para elas nao enao e interessantemudar de algum tipo de liberdadeisso nao e assim aquilo tem um monte deescravos baixo vou ter pessoas que estaoloucas para poder ter o teureconhecimento e poder atingir a meta etudo mais aquilo e a melhor coisa paraas pessoas que estao la no pouco entaoassim e fiquem desses mais falasse ainao eu time senhor eu euto tranquilo aqui podem trabalhar mesmoporque isso significa ter menos neacumular mesmos presta pessoas so que emelhor neeu tambem me sinto assim eu acho que temtambem a gente tem esse essa ideia deque fazer as coisas ao maximo vai ganharo maximo mas e isso assim isso aqui esempre o problema e que as coisas podemser muito resumida sem muito poder namao de poucos porque se voce vai ver umaempresa muita gente ai nao ta nao tasatisfeita ne seja assim que postei so amaioria voce podia quando uma regulacaoali sabe mas sao pessoas facilmentesubstituir vida entao voce e muitocomplicado na dinamica do trabalho comoa gente entende o trabalho hoje neeuacho que o que eu tenho observado assimcarol que rapido ai a manta ne mas queeu tenho observadoduas coisas primeiro e que eu acho quefalando de brasil ne que nao posso muitofalar brasil mas falando brasil apandemia so deixar a gente mais na maodo capitalismo e com mais medo maisseguranca e mais disposto a qualquercoisa entao infelizmente eu acho queainda tem uma minoria que e muito lindohorinha capaz de compreender que voce eabsurdo ne e e a gente ta e porcondicoes mesmo socioeconomicas muitovulneraveis nesse sentido mas por outrolado eu devo admitir que como pessoa quefala para empresas tambem tem ummovimento de empresa desesperadas meprocurando e falando eu nao sei o quefazer porque eu tenho tipo 20funcionarios do meu setor afastados e tatodo mundo dando ruim ne ah entendi e aia coisa comeca a mobilizar claro nao emeu mano super preocupacao com o serhumano ne porque ai comeca de fato afazer uma coisa com uma conta produtivane e por isso tambem que eu to falandoque a gente tem essa cultura de que maise mais ne que o que vai ser maislucrativo a explorar a pessoa ate aultima gota do suor ate o maximo dehoras possivel sem pagar hora extraessencialmente e a gente diz aprendeumesmo ne a observar o quanto isso econta e produtivo inclusive projetados eproduzidos pra quem se gaba tanto de serorientado para resultados e ai jaexistem numero de pesquisando do mundoja tem o medico de base falando de ociocriativo ai e muito tempo falando que agente devia ta trabalhando menos que agente ja esta produzindo melhor e maisne porque eu vejo o movimento nessesentido das empresas nao sei se super deconscientizacao mas quase como um maridoabusivose voce nao sabe o que aconteceu queagora mulher casa de vo sabeeu vejo hoje empresa chegando um pouconesse sentido assim de me ajuda nao seio que esta acontecendo tem gente da suahoje e senta do meu lado para dentro detudo certo entendi e assim tem causaisso a gente precisa entender tambem queclaro que a gente trata das corporacoescomo grande entidade grandes entidadesne mas tem pessoas ali tem pessoas alireproduzido fosse tambem muitas vezesnao tem consciencia que estao achandomuitas vezes que vai ver ou na linguagemna literaturamotivacional corporativa qual e o tipode discurso que predomina ne e muitasvezes nesse discurso ali do cold quetapa a galera acha que tem funcionadoque tava te falando que e treinamentomotivacional ne entao a gente precisaconseguir desenvolver um olhar criticosobre isso inclusive essas pessoas quetambem estao ali em cargos de gerenciade coordenacao para que elas possam terum olhar mais critico sobre a suapropria tu oi e o olhar mais criticocomo eu falei essa calibragem essasensibilidade da calibragem entre ospolos que a gente foi perdendo com esseprocesso de achatamento das respostasimediatista por que no imediatismo que agente faz a gente bate o olho na pessoaencaixar ela numa casinha encaixa ou naovai uma caixinha bate o olho no perfil oque que voce faz a ser psicologo jaentendi o que voce e ne tem muitadificuldade com isso no meu porque aipor isso que eu to aqui la odesinfluencia se voce quiser voce pensasobre isso assim porque com sono nao seique eu sou entende a pessoa nao tem maisde 5 segundos para entender isso e agente nao tem ne entao como e que agente responde tambem nesse mediatismono trabalho ne nas proprias e formas detrabalho nao so de resultado mas deatuacao com outro ne e acaba promovendorepetindo reproduzir desse tipo dediscursoe e e outra fechado ao mesmo tempo que agente ve crescendo a nossa bolha e eu odiscurso da e para gente pensar sobretudo isso abanalt enfim o esgotamento profissionalele tomou no 10 principalmente no inicioda fazer minha assim mas ele tomou contade n e publicacoes materias reportagenssemana passada eu recebi ate um e-mailde um daquele software de gestao detarefas sabe meio falou que indique asprodutividades para evitar um planaudisabe entao a coisa assim vai fazer aesse tema ele realmente ele ta chegandoa muitos lugares de formas bemesquisitas em alguns casos ne pelototalmenteabsorvido tem ate a carol ela estavaconversando sobre isso nessa semanana semana passada sobre esse esgotamentodo tema ne que a gente tambem taenxergando e mas enquanto e por que agente ver toda essa conscienciacrescendo a gente tambem ve regime detrabalho como o seu organizacaocrescendo a torto ea direitoregimes outros regimes um dia nao naotem vinculam a pejotizacaoimensa todo ou uma deterioracaoprincipalmente nos paises de capitalismodependente e o caso do brasil ne osestados unidos da europa realmente estaoconseguindo tirar muita coisa porqueeles estao terceirizando ne para gentetodo esse estresse a gente para podesair do oeste da africa mas entao edificil a gente e por isso que eu digoque e dificil ter consciencia as vezesporque a gente esta vendo tudo acontecere as vezes a gente nao tem como nao sesubmeterentao isso eu eu tambem sou um poucodescrente que nem a rafa ne sobre essacoisa e realmente as vezes a estrategiade marketing e as vezes eles tambemconseguem alinhar isso aos povos e aosobjetivos de producao de lucratividadeesse melhorar minha vida beleza sabenesse caso eu eu ate apoio acho querealmente esta deixando um pouco melhorexperiencia ta otimo mas a gente tem queconseguir alem a gente tem conseguirpensar em como a gente sai de sabe se agente vai ter que superar o capitalismoque e isso nao sei mas a gente precisaolhar para forma a gente sai disso euacho que simeu fiquei pensando muito e para dar elefalou ne que a pegou uma empresa ai tacom 20 pessoas afastadas e eu fiqueiassim como a importante isso de assim ade alguma forma teralgumas pessoas que passam ai o lugarassim que vao para um uma esferalegislativa mesmo assim ne porque e sopode ser afastada por um por um pedidomedico imagina se nao pudesse sabia quedai a minha dai a pessoa que tem quecontinuar fazendo salario nao vai poderdemitir e nao sei que e entao issoimpacta a empresa agora se nao fosseassim como a demitiria faltar ta ruim tacom isso ta fazendo de mim te pegar ooutro ne entao como e importante tambemque algumas coisas sejam feitas nessesentido assim ne eu acho que porque tanao tem como a empresacomecar a passar por cima ne algumacoisa tem que dare com certeza ai e nao adianta e porisso por isso que eu trago a voces euacho que e muito importante a genteconseguipromover essas conversas e mostrar queesse adoecimento que nessa manta falarde cimento social mesmo obs o que agente tem pressionar essa saude parafalar sobre a questao de tratamentoenfim mas nao e so isso e a gente naoadoece nao virou uma coisa aqui dentrode um orgao entao e realmente algo quecada dia a gente vai recebendo vairecebendo e vai agindo de acordo comaquilo e vai se mudando e vai sendosupletivo aquilo e se a gente naoconsegue parar e observar que isso e umacultura a gente seguerefletindo e segue repetindo isso eu naosei se dentro da nossa geracao a gentevai conseguir grandes transformacoes quenessa manta dissemas eu acredito que a gente vaiconseguir ver ao vacuo em algumatransformacao eu acho que ja ta bomsaber se tiver alguma coisa um pouquinhone algumas vidas algumas coisas ealgumasalguns contextos espero que melhorando eai para gente encerrar porque ja saoonze e meia da noite aqui onde eu moro eai eu tambem prezo pelo no sonosenao a gente estaria andando gosta deperguntareu queria levar para voces a perguntaquais sao as transformacoes individuaise coletivas que que essa esse colapsoindividual e coletivo da bornalte acabaprovocandoeu posso comecar claro por favorentao e por mais tragico que seja e eunao sou uma pessoa good vibes exatamentena verdadenao sou exatamente a pessoa que vaifalar vamos orar pelo lado positivo naverdade eles vao falar vamos olhar parao lado negativo que a gente nao ta vendoporque a gente ta olhando so para o ladopositivo tentando se alienar mas eu achoque tem um recado importante a senhanessa epidemia de bordar hoje para genteencontra o sociedade enquanto humanidadene que e um confronto um limite e nao eum confronto com o limite humano e comele nao estamos sendo de uma forma geralos nossos tempos confrontados com oslimites com o gerente da vida e ai tomaestamos muito diante agora desseslimites do humano por conta do barnaut etambem discutindo muito issoambientalmente dos limites do que agente ta explorando entao a gente ta sevendo muito na diante da necessidade vaiter que encarar vai ter que fazer algo arespeito porque os limites existem agente brincou de fingir que ele naoexistiam e a gente foi levando ate nahora que a gente bateu na parede ebatemos a gente vai ter que fazer algumacoisa a respeito agora porque a gentenao tem quantos sociedade capacidadeprodutiva e sustentar essa quantidade decasos de esgotamento exaustao como umanorma como a gente tem feito comvelocidade com felicidade ne por issoque eu falei retornar o sujeito anormalidade ne se o normal e ta feliz taser feliz tem que ta sempre rapido ai euacho que ela pergunta joao ser usadasmuito para isso uma medicalizacao que eimediata e ja quer resolver um negocioali so cala a boca cala a boca dossintomas e vao embora sem falar com elaprecisa elaborar ne e nao cala a bocadesde que voce esteja funcionando taotimo entendeu neste mundo transitmudada de preferencia tambem ta otimoentao eu penso que tem esse caraterassim didatico nao vou dizer positivomas assim didatico da gente seconfrontar ne de certa forma acho que apandemia fez isso com a gente tambem aquarentena ne a gente colocou colocoumuito em evidencia varias coisas que agente vinha evitando e penso que queesse nosso encontro com os limites tafazendo isso com a gente agora tambemessa necessidade de discutir de trazer atona e de falar cara nao da mais paranao molhar a gente vai ter que falarsobre issoexcelente maravilhosa e neve obrigadoadorei nossa estreia adorei te ouvirmuito muito bom obrigada por estar aquioi rafao cara eu acho que foi perfeito assimque a gente falou porque e isso assim agente estiver nesse lugar deequando existir do que nem falarrealmente porque e isso mexe a gentechega nao e eu tambem tenho o outrolugar assim de pensar a gente acha queexiste o limite a gente vai la e paralondres limite ne porque a gente achavaque nao dava para fazer tais coisas atecerto ponto de repente as coisas japassaram desse ponto ne e a gente taaqui e a gente ve assim falando em mundone tem muitas pessoas que ja saoirreversiveis entao para a genteter se olhar atento depoder reverter a situacao quando elaainda pode ser revertida ne e mas euacho que isso eu acho que traz essatransformacao as india como a gente jachegou naquele lugar que ninguem aguentamais as pessoas comecam a falar sobreisso porque voce desaba entao querendoou nao a gente comeca e isso a gentecomeca a ver as pessoas falarem sobreisso a gente comeca e as pessoasexigirem de alguma forma uma coisa maisclaro que nao todas ne mas e isso umatransformacao aos poucos mas que vaiacontecendoe porque se nao acontecer a gente sabeque a gente ta muito ferrado a gente jata muito ferrado assim nao da para ficarpara gente deixar isso piorar ne entaoeu acho que e isso assim que e e umlugar ruim assim eu eu por exemplo gentepegar o brasil nao e bolsonaro lugar quea gente chegou foi preciso isso paramuita gente despertar eu acho que odebate politico nunca esteve taoaquecido no brasil quanto agora que agente estanos piores momentos assim e e muitotriste que a gente tenta chegar ao pontomas de alguma forma as pessoas semobilizam e ai eu eu fico pensando assimque a gente nao pode tambem deixarmelhorar um pouquinho e ai depois quandoeu ja tiver um sim a gente tiver umminimo a gente aceitar e acabar aliporque depois as coisas comecam aregredir de novo sabe entao eu pensomuito sobre isso assim sobre esse poderessa necessidade oi gente nao seconformar e nao aceitar o minimo e sabecontinuar lutando por uma vida digna emtodos os aspectos e para todo mundomuito bom rafaa samantaeu sou eu tava aqui pensando ne como etriste a gente tem que passar por coisastao ruins assim eu sou uma grande essacontra a romantizacao do sofrimento neque e uma coisa tao fetichizada assimpelos discursos assim nossa sociedademas ai inegavel que a gente chegar nesseponto agora e olhar para tudo que estaacontecendo e para os nossos presentespessoais e limpinha esse colapsonos forca olhar para coisas que talvez agente nao estaria olhando nao e melhorse a gente tivesse um mundo e cantar asonde tudo suas flores mas nao eentao eu acho que tem alguns pontosassim muito importanteda gente conseguir mudar tambem a formacomo a gente enxerga o porque a gentetrabalha saiba a gente trabalha parasobreviver a gente trabalha para pagaras nossas lojas voce e uma vida digna agente a gente nao trabalha em que aproposito ne a gente nao trabalha porquea ele como o trabalho como um pin ne euacho que essa e uma mudanca aqui paramim foi muito clara depois que mandouesse mes quem entender que eu trabalhoele nao e o fim ele e um meio para euter uma vida boa sabe que ele naoprecisa ser a fonte de todos os meusprazeres ele e um meio para euconquistar minha sobrevivencia sabeentao eu acho que entre as coisas que agente pode mudar comecar a pensar erefletir para gente mudar no nosso ametade e quando sujeito ne e ai comeca abuscar a mudanca no contexto geral essavirada de chave ela e primordial para agente entender ok a gente nao ta alipara receber um salario emocional e terum escorregador ele ganha uma cesta defim de ano sabe nao e isso eu so disseporque eu presto servico e eu vendo omeu servico eu cobro por ele a gente temum acordo e com s dinheiro que eu vouganhar porque a gente vive numasociedade capitalista e o dinheiro ele enecessario esse dinheiro esse valor queeu to trabalhando to vendendo vai-mepasep e acessa coisas que vao me deixarmais feliz ter uma vida diga que daipoder ja ta sem fim a uma vida de coisasbasicas como saude e saude mental e tudomais ne eu acho que para mim essa viradadeixa ela ela e o primeiro passo sabepara a gente conseguir buscar a grandestransformacoes tanto no ambito pessoalcomo no coletivoemaravilhosas agradeco demais amei queriafazer toda semana ai vou fazer umpodcast nos mostraagradeco muito a presenca de todo mundoque apareceu aqui ana carolina santospereira leoni interagiu bastantelourdes e isabela camargo estevepresente aqui tambem obrigado por estaraqui dona marlene a senhora minha maetambem apareceu aqui deu um oi para todomundo voce nao faz bem senhora minhairma tambem a minha familia muitopresente nessas nessas questoes eu elefalou sobre teoria o hulk eu adoro fizum outro shopping uma vez se teoria oduego para o eco e muito legal que e donada a gente dos interesses do ego paraos interesses de todos e muito legaliris iris maravilhosa e receberam beijoentrou no final mas entrou a tempoamanha temos voltamos com mais epromocoes e obrigada pelo teu tempo eatencao

DEIXE SEU COMENTÁRIO E CONTINUE A CONVERSA

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Fique por dentro da Semana Mundial de Conscientização da Burnout

Confira os demais painéis:

Patrocínio

Apoio Institucional

0
O que achou deste texto? Me conta nos comentários 💛 x