fbpx
ARTIGOS

“O sofrimento que busca por dignidade”: vem aí a III Semana Mundial de Conscientização da Burnout

Mais de 20 painéis nacionais e internacionais com especialistas no tema e pessoas que viveram e vivem a síndrome, e participação do professor Michael P. Leiter, PhD, um dos maiores pesquisadores da síndrome de burnout no mundo nas últimas décadas.

Neste artigo

2 minutos de leitura

A III Semana Mundial de Conscientização da Burnout acontecerá entre 16 e 20 de janeiro de 2023, com transmissão ao vivo pelo Youtube. Serão mais de 20 painéis nacionais e internacionais, em inglês e português, com especialistas no tema e pessoas que viveram e vivem a síndrome Entre os painelistas confirmados, está o professor Michael P. Leiter, PhD, um dos maiores pesquisadores da síndrome de burnout no mundo nas últimas décadas.

O propósito da Semana Mundial de Conscientização da Burnout é o de ampliar o conhecimento em relação à síndrome de Burnout e combater o estigma que a envolve, além de intensificar a divulgação de suas causas, consequências e possibilidades de reabilitação. O tema desta terceira edição é “O sofrimento que busca por dignidade”, abordando as dimensões sociais, organizacionais e culturais na saúde dos trabalhadores levando em conta aspectos médicos, psicológicos e trabalhistas.

Em janeiro de 2022, a Organização Mundial da Saúde classificou a síndrome de Burnout como um fenômeno ocupacional, o que deduz um nexo causal entre o ambiente estressor e o trabalhador. Durante o último ano, testemunhamos avanços e retrocessos nesta pauta: se por um lado, muitas organizações se abriram para abordar o tema, por outro, alguns profissionais de saúde tem sido desaconselhados a relacionar os sintomas do esgotamento ao trabalho. Nesse contexto, faz-se ainda mais necessário que se dê voz a quem se dedica ao tema, tanto na pesquisa como na vivência pessoal.

No time de painelistas, formado por pessoas que pesquisam e/ou vivenciaram a síndrome, estão a jornalista Izabella Camargo, a advogada trabalhista Priscila Arraes Reino, a doutora em psicologia e especialista em saúde emocional no trabalho, Alda Karoline, a pesquisadora organizacional norte-americana, Geri Puleo, entre outros nomes nacionais e internacionais. 

Na última edição, em novembro de 2021, o evento contou com mais 600 inscritos e painelistas de 6 países (em inglês e português), em mais de 20 horas de conteúdo disponibilizado de forma aberta e gratuita.

Neste ano, a novidade são os minicursos, que serão conduzidos por especialistas e oferecerão um aprofundamento nas temáticas abordadas nos painéis, com os temas segurança psicológica, reabilitação e direitos do trabalhador.

A Semana Mundial de Conscientização da Burnout foi idealizada em 2020 pela escritora, facilitadora e investigadora da síndrome de Burnout e saúde mental na relação com o trabalho, Carol Milters. Autora dos livros “Minhas Páginas Matinais: Crônicas da Síndrome de Burnout”, Um Passo por Dia Meditações para (re)começar, sempre que preciso, e organizadora do grupo de apoio, Burnoutados Anônimos, que se encontra online há mais de dois anos e conta com mais de mil membros. Nesta terceira edição, a psicóloga clínica e organizacional Regina Souza integra também a coordenação do evento.

O evento é organizado com o apoio do Instituto Bem do Estar, organização sem fins lucrativos com o propósito de desafiar as pessoas a mudar o seu comportamento em relação à saúde da mente, colaborando para a prevenção de doenças psicológicas e contribuindo para uma sociedade mais consciente e saudável.

Inscreva-se

Carol Milters

Carol Milters

Escritora & Investigadora da Saúde Mental no Trabalho | Síndrome de Burnout & Workaholismo

Autora do livro "Minhas Páginas Matinais: Crônicas da Síndrome de Burnout", idealizadora da 1ª Semana Mundial de Conscientização da Burnout e do grupo de apoio online Burnoutados Anônimos.

Deixe seu comentário e continue a conversa

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Receba artigos e dicas sobre saúde mental no trabalho, síndrome de Burnout e workaholismo no seu e-mail:

Leia mais sobre Síndrome de Burnout
e saúde mental na relação com o trabalho

0
O que achou deste texto? Me conta nos comentários 💛 x