Eu não vou te atirar numa gincana de live que vai pra WhatsApp que vai pra Telegram que vai pra aqui e pra lá só pra te “aquecer” enquanto lead.

Eu não vou te tratar como se você tivesse 4 anos de idade e te encher de símbolos de desejo pra depois te tirar o doce e dizer, “agora só pagando, meu bem”.

Eu não vou abrir um carrinho de compras por 24 horas só pra te criar ansiedade.

Eu não vou cobrar R$ 3 ou 10 mil reais por uma sessão de mentoria.

Eu não quero um Porsche.
Eu não quero ser milionária.

Eu não quero fazer 7 em 10
ou 6 em 7
ou 30 em 12
ou sei lá o quê.

Eu sei o quanto arrisco ao fazer isso
– porque a correnteza do empreendedorismo tem levado quase todo mundo pra outra direção.

É como se fosse uma falha de caráter não perseguir isso.

Eu sei que é um privilégio ter podido me posicionar
quando percebi o quão doente era o meu ambiente de trabalho
– e que ainda é um privilégio poder me posicionar para buscar uma forma de empreender
sem gatilhos ou picaretagem.

Eu sei que,
ao abrir mão desses atalhos,
eu arrisco o quanto o meu negócio e o meu nome poderiam crescer.

Mas eu já vi o quanto custa crescer a ponto de não conseguir voltar atrás.

Eu sei o quanto custa se tornar gigante.
E eu sei que não é isso que eu quero pra mim.

Eu quero fazer um trabalho socialmente responsável,
quero praticar o que eu prego,
quero ser ético contigo,
quero te respeitar enquanto indivíduo pensante,
desejante
e complexo.

Você não vai encontrar nenhuma fórmula ou resposta pronta aqui.
Você não vai ficar milionário se me seguir.

Mas talvez comigo você aprenda a olhar com mais gentileza pra si mesmo,
e a dar valor pras riquezas mais importantes que existem na nossa vida:
a atenção e o tempo.

E talvez isso seja o suficiente.

Com amor,
Carol Miltersteiner 💛

<b>CAROL</b> MILTERS

CAROL MILTERS

Escritora & Investigadora da Saúde Mental no Trabalho | Síndrome de Burnout & Workaholismo

DEIXE SEU COMENTÁRIO E CONTINUE A CONVERSA

0 0 votes
Avaliação deste texto
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Artigos e dicas sobre saúde mental no trabalho, síndrome de Burnout, workaholismo e escrita terapêutica no seu e-mail:

MAIS DROPS

Respostas

Existem muitos e muitos jeitos de viver,De trabalhar,De se relacionar. Mas a gente tem tanto medo de fazer erradoQue nos socorremos,Desesperados,DesertadosCegos,Nos discursos de quem parece

Continue lendo »
0
O que achou deste texto? Me conta nos comentários 💛 x
()
x