Crônicas

Reflexões aniversariantes – Parte Um

IMG_1686

O ano era 2015.

Eu reservei uma noite em uma suíte do Marriott em Nova York.
Comprei ingressos pra um ballet no Licoln Center.
Jantei no melhor sushi de uma das cidades mais caras do mundo.

Estava com alguém que fingia ser o que não era.
E ainda não tinha entendido que eu, também, estava desesperadamente fingindo ser quem eu não era.

Tudo o que eu fiz no dia do meu aniversário foi proporcionado por mim mesma, pago por mim.
O único presente que eu receberia naquela data seria um vídeo onde amigos e família me davam os parabéns.

Quando eu assisti o vídeo, milhares de fichas me caíram.

Eu me senti perdidamente sozinha.

As únicas pessoas que apareceram no vídeo foram: meus pais; minha irmã e minhas afilhadas – amores da minha vida; um amigo de infância que nem imagina o quão feliz me fez naquele momento; e alguns colegas de trabalho, todos juntos no escritório.

Os colegas sequer pararam de trabalhar pra me dar os parabéns.

Eles se filmaram ainda nas mesas, cantando parabéns.
Dava pra ver que já era noite atrás deles.

O que estava filmando me disse, tão somente – “celebra o teu dia no restaurante tal”.

Ali eu entendi.

Não era sobre quem eu era.

Era sobre o que eu fazia.
Era sobre o que eu comprava.
Era sobre os lugares aonde eu ia.

Eu me senti terrivelmente sozinha.
Eu comecei a entender todas as coisas que eu andava fingindo ser,
fingindo gostar,
fingindo escolher.

Ao terminar de ver o vídeo, eu dormi.

Nunca mais voltei ao trabalho como antes.
A nenhum trabalho.

(continua no próximo post)

Carol Milters

Carol Milters

Escritora & Investigadora da Saúde Mental no Trabalho | Síndrome de Burnout & Workaholismo

Autora do livro "Minhas Páginas Matinais: Crônicas da Síndrome de Burnout", idealizadora da 1ª Semana Mundial de Conscientização da Burnout e do grupo de apoio online Burnoutados Anônimos.

DEIXE SEU COMENTÁRIO E CONTINUE A CONVERSA

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Artigos e dicas sobre saúde mental no trabalho, síndrome de Burnout, workaholismo e escrita terapêutica no seu e-mail:

Mais crônicas

Obrigada Holanda!

Ontem fez 5 anos que vim pra Holanda em definitivo e tirei meu registro de residente.Parece que foi ontem.Parece que foi há uma vida inteira.

Continue lendo »

Artigo em destaque

0
O que achou deste texto? Me conta nos comentários 💛 x