Crônicas

Escrevi um livro

Arquivo_008

Eu escrevi um livro.
Sem saber que estava escrevendo.

A cada dia, eu ia me acostumando a colocar as neuras, as decepções, as perguntas, os medos e os encantamentos no papel (digital). As palavras surgiram em inglês, e eu tenho algumas teorias que explicam isso (tema pra outro post). Por isso, o protótipo impresso que você vê na foto é em inglês.

Mas a tradução chega logo, logo
(UPDATE: Já chegou 😍)

Esse livro foi feito de forma independente – o que não quer dizer que eu o tenha feito sozinha.

Das amigas que leram versões prévias, ao namorado que revisou cada vírgula, à família presente em peso nos agradecimentos, aos professores e professoras de YouTube que me ensinaram muito do que eu sei hoje sobre autores independentes, aos revisores que toparam essa encrenca, às gráficas e distribuidoras, tem a mão e a inspiração de uma vila inteira.

É uma coleção de 40 crônicas com variados tamanhos, formatos e temas, selecionadas entre os escritos que me ajudaram no processo de cura da #sindromedeburnout.
Dá um orgulho danado ter essas páginas nas mãos.

O meu principal objetivo com esse livro é trazer um pouquinho de esperança e alento a quem passa por questões parecidas, a quem enfrenta #depressao#ansiedade, ou a quem tem sofrido com o peso que a vida pós-moderna impõe no nosso equipamento mental.
.
Clica lá no link pra saber mais e ajude essa autora independente a amplificar sua voz.

Com amor,
Carol Miltersteiner 💛

Carol Milters

Carol Milters

Escritora & Investigadora da Saúde Mental no Trabalho | Síndrome de Burnout & Workaholismo

Autora do livro "Minhas Páginas Matinais: Crônicas da Síndrome de Burnout", idealizadora da 1ª Semana Mundial de Conscientização da Burnout e do grupo de apoio online Burnoutados Anônimos.

DEIXE SEU COMENTÁRIO E CONTINUE A CONVERSA

0 0 votes
Avaliação deste texto
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Artigos e dicas sobre saúde mental no trabalho, síndrome de Burnout, workaholismo e escrita terapêutica no seu e-mail:

Mais crônicas

Nunca foi sorte

 A sorte e o inesperado são inegáveis.Chame isso de universo, de aleatoriedade, de Deus, de destino, mas entenda que não tá tudo na nossa mão.

Continue lendo »

Artigo em destaque

Eu vou sair do Instagram, por Carol Milters

Eu vou embora do Instagram.

Tem gente que paga pra aparecer pra você. Tem gente que polemiza pra aparecer pra você.

Tem gente que usa a religião, a ostentação ou o culto ao “corpo perfeito” pra aparecer pra você.
E, na boa, eu tô cansada disso tudo.

Leia mais »
0
O que achou deste texto? Me conta nos comentários 💛 x
()
x