Crônicas

Desça do salto

IMG_1705

Presta atenção, @:
Se você quer realmente transformar algo,
inspirar pessoas e empreender com propósito, você vai precisar descer do salto.

Você vai precisar parar de idealizar quem precisa te ouvir.

Não vai ser alguém igualzinho a você.

Talvez seja alguém com um repertório totalmente diferente, com uma visão de mundo diferente.
Alguém que tem referências que você nem imagina.

Mas nem por isso você vai deixar de erguer a sua mão a essa pessoa. Certo?

Eu tenho aprendido tanto com as pessoas que se sentem tocadas pelo que eu escrevo.

A grande maioria dessas pessoas tem origem, interesses, profissões e até crenças que eu nem considerava antes.
São pessoas que expandem a minha visão de mundo.

Eu achei que tinha a cabeça aberta por morar fora e por me considerar progressista.

(Ah, a inocência…)

Eu ainda julgava credos, opiniões, estilos de vida.

A cada dia, eu me percebo mais aberta pro mundo e pras pessoas.

Não é algo automático: eu PRECISO me colocar em lugares que eu não iria pra encontrar pessoas que eu não conheceria de outra forma.

Eu PRECISO meditar sobre o meu autojulgamento e sobre os julgamentos que introjetei em 32 anos e meio de vida.

É desconfortável pra um cacete.

Mas é desconfortável por 30 segundos – e depois eu aprendo lições que vou levar pra vida toda.

Desça do seu salto e sinta a vida.

Fure a sua bolha.
Pare de ouvir só quem diz o que você já sabe.

E observe a expansão que vem daí.

Com amor,
Carol Miltersteiner 💛

Carol Milters

Carol Milters

Escritora & Investigadora da Saúde Mental no Trabalho | Síndrome de Burnout & Workaholismo

Autora do livro "Minhas Páginas Matinais: Crônicas da Síndrome de Burnout", idealizadora da 1ª Semana Mundial de Conscientização da Burnout e do grupo de apoio online Burnoutados Anônimos.

DEIXE SEU COMENTÁRIO E CONTINUE A CONVERSA

0 0 votes
Avaliação deste texto
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Artigos e dicas sobre saúde mental no trabalho, síndrome de Burnout, workaholismo e escrita terapêutica no seu e-mail:

Mais crônicas

Nunca foi sorte

 A sorte e o inesperado são inegáveis.Chame isso de universo, de aleatoriedade, de Deus, de destino, mas entenda que não tá tudo na nossa mão.

Continue lendo »

Artigo em destaque

0
O que achou deste texto? Me conta nos comentários 💛 x
()
x