Arquivo_003

Você não vai dar conta de tudo. E tudo bem.

Aceite.

Você não vai conseguir cumprir todos os seus prazos.
Bater todas as suas metas.

Você não vai conseguir ser tudo pra todo mundo.
Você não vai dar conta.

É fato.

Eu não te digo isso pra te desmotivar.
Muito pelo contrário:
É pra tentar te poupar de uma frustração inevitável.

Eu adoraria que os discursos motivacionais fossem realistas.
Que fosse “só querer”.
Que a gente é 100% responsável pela nossa realidade.
Que a gente consegue, sim, dar conta de tudo.

Mas não.

Existem os nossos limites internos: A nossa energia não é infinita.

Todos nós, sem exceção, precisamos repor toda a energia que investimos em algo.
E não tem como repor energia tentando dar conta de tudo.

O nosso rendimento não é linear.
Cada um de nós tem um ritmo que deve ser respeitado.
Tente ir contra esse ritmo – acelerando ou brecando demais – e o descompasso vai te incomodar profundamente, mais cedo ou mais tarde.

Existem os limites externos: Não temos controle sobre os resultados.

Não temos controle sobre como o outro se comportará, como ele reagirá a nós.
Não temos controle sobre muitas circunstâncias.

De novo: isso não é pra te desmotivar.

É pra te fazer entender que você precisa ter cuidado ao escolher aonde está indo a sua energia e atenção.

É pra te conscientizar que até quem parece estar dando conta tem uma série de expectativas frustradas com que precisa lidar todo santo dia.

É pra te aliviar um pouco da culpa.
Pra te fazer prestar atenção pros “sim” que você tá dizendo.

E pra te dizer que tudo bem não dar conta de tudo.
Dê conta do que importa pra você.
Comece por aí.

E já tá de ótimo tamanho. 💛

Carol Miltersteiner

<b>CAROL</b> MILTERS

CAROL MILTERS

Escritora & Investigadora da Saúde Mental no Trabalho | Síndrome de Burnout & Workaholismo

DEIXE SEU COMENTÁRIO E CONTINUE A CONVERSA

0 0 votes
Avaliação deste texto
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Artigos e dicas sobre saúde mental no trabalho, síndrome de Burnout, workaholismo e escrita terapêutica no seu e-mail:

MAIS DROPS

Dominguemos.

Domingou por aqui.E por aí? Precisei aprender o valor do dolce far niente na marra. Ainda me culpo quando não consigo – ou até mesmo

Continue lendo »

Reconecte-se

Pare um pouco.⠀Respire.⠀ Saia do piloto automático.⠀Da correria.⠀ Dê-se um tempo das coisas que andam te sobrecarregando. A gente precisa de você bem.⠀ Não é

Continue lendo »
0
O que achou deste texto? Me conta nos comentários 💛 x
()
x