fbpx

Crônicas

Cansar não é o problema

IMG_2074

Passei muito tempo, muito tempo, mesmo, com medo de desmoronar de novo por estresse.

Quem passa pela #síndromedeburnout aprende, na marra, a ser mais cuidadoso com seu tempo e sua energia.
A gente é obrigado a aprender que não dá pra fazer tudo pra todo mundo o tempo todo.

Mas muitos de nós – eu incluída, acabamos estacionados em uma rotina que não nos desafia mais.

Por medo de tropeçar e cair outro tombo memorável, a gente para de tentar ficar de pé.

Existem diversas fases da #síndromedeburnout, e uma mensagem específica pra cada uma: quando estamos no auge do workaholismo, o convite é de pegar leve. Quando bate a exaustão, o convite é de se perdoar e se permitir aprender a não fazer nada.

Passada essa fase, a gente precisa começar a retomar, devagarinho, um ritmo que nos faça bem, mas que também nos desafie um pouquinho, sabe?

Enquanto faxinava a casa hoje, depois de ter trabalhado algumas horas no livro e antes de receber os sogros pra janta, eu me dei conta disso que tá na imagem:

O problema não é a gente se cansar.

Cansar é bom.
As coisas mais legais e saudáveis cansam.

O problema é não conseguir ou não se permitir descansar e retomar a energia dispendida.

Então, fica aqui o meu convite.
Entenda o seu ciclo canso-descanso.
Comece por aí.

Com amor,
Carol Miltersteiner 💛

Carol Milters

Carol Milters

Escritora & Investigadora da Saúde Mental no Trabalho | Síndrome de Burnout & Workaholismo

Autora do livro "Minhas Páginas Matinais: Crônicas da Síndrome de Burnout", idealizadora da 1ª Semana Mundial de Conscientização da Burnout e do grupo de apoio online Burnoutados Anônimos.

DEIXE SEU COMENTÁRIO E CONTINUE A CONVERSA

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Artigos e dicas sobre saúde mental no trabalho, síndrome de Burnout, workaholismo e escrita terapêutica no seu e-mail:

Mais crônicas

Emocionada, eu? Sim.

Enquanto criava os materiais do curso Saúde Mental no Trabalho: Conscientização, Promoção e Cuidado, eu entendi por que queria tanto que ele nascesse ainda em 2022.

Continue lendo »

Perfeição não existe

Em abril de 2021, o Fernando Barros @nandocom entrou em contato comigo pra noticiar o Burnoutados Anônimos, o grupo de apoio online que eu havia fundado alguns

Continue lendo »

Artigo em destaque

0
O que achou deste texto? Me conta nos comentários 💛 x